Playlist – único e eterno

Oie, tudo bem? Quinto dia do ano, mas a gente perdoa e fingi que é o primeiro, haha. Nada melhor para começar esse 2014 aqui no blog do que com algumas músicas! Entre vário desejos feitos, são poucos que pedem para continuar ouvindo um bom som. Já me acostumei á ter essa maravilhosa companhia todo dia e te garanto que não quero outra vida! Isso é algo para estar sempre se atualizando e há um detalhe bem simples: não precisa ser nova para o resto do mundo para ter esse classificação na sua playlist. Abro as portas para uma era diferente, então, com as minhas influências de tempos antigos. Projetos únicos e envolventes do início ao fim. Essa playlist está para a indicação de CDs, já que mostrarei 3 dos meus favoritos, demonstrando que, neste ano, independente de idade, sejamos menos críticos com besteiras e aproveitemos mais 

ASASHASHAHSHAS

Antes de mais nada, eu gostaria de agradecer á minha família, alguns amigos e internet que me incentivaram a parar de ser cabeça dura. Os álbuns abaixo tem história, estilo e peso forte para toda uma geração, e não custa nada adentrar esse período novo em nossas vidas com o que vem emocionando e causando muitas coisas á bastante tempo, né? A lista, que seria chamada de ”TOP 3” se a autora não fosse uma patinha-coração-mole e soubesse classificar tais CDs em ordem, é toda sua 🙂

✖ Mother Love Bone – Apple 

apple-500c2266446d5

Essa banda fez um som maravilhoso que, como eu provavelmente já disse, impulsionou um estilo. Levava a questão musical além de cada um tocar o seu instrumento, mas também no que vestiam e como agiam. As letras poéticas e a melodia cheia de talento e bem trabalhada são uma marca dessa banda, com certeza. 

Tal CD é o único de estúdio da banda, já que o vocalista, Andy Wood, infelizmente faleceu por causa das uso de drogas. Como os próprios outros integrantes restantes falaram, não ouve estímulo para continuar com o projeto e, se prosseguissem na música, seria algo novo (Jeff e Stone, autores dessa frase, estão no Pearl Jam atualmente á uns 22 anos).

Acima há uma parte dos motivos para você ouvir o Apple e, quando o fizer, descobrirá o resto. Indico, obviamente, todas. Então o CD completo está abaixo (como lista de reprodução do You Tube). Porém, caso você prefira, tenho três aqui: Stardog Champion, Stargazer e This Is Shangrila.

Mad Season – Above

Cover

É um CD literalmente único. A banda, conhecida principalmente por ser um projeto com Layne Staley (ex-vocalista também do Alice In Chains), com Mike McCready (guitarrista solo também do Pearl Jam) e Barrett Martin (ex-baterista do Screaming Trees), tinha um estilo mais grunge, com notáveis solos de guitarra para o deixar alucinado. A mistura ia além de partes das bandas citadas, mas também incluía pegadas do jazz e do hard rock.

Não sei ao certo o que causou o desfecho disso tudo, porém posso afirmar que não há motivos para recusar uma dose. Esse som irá tirá-lo do chão, do ar e de vários problemas, incorporando parte dos seus pensamentos e tomando conta do resto. Como dizer que é bom seria dar um apelido, a sensação é indescritível. 

Ao contrário do Mother, tenho marcantes favoritas do Above. São elas Wake Up, I Don’t Know Anything e I Don’t Wanna Be A Soldier. Entretanto, quem sou eu para deixá-los com um pedaço de maravilha na mão e oculta o resto? Escute também as outras músicas abaixo!

Temple Of The Dog 

Sabe o Andy Wood, falecido vocalista do Mother Love Bone que eu falei acima? Esse CD foi composto em tributo á ele e á banda, que chegou ao seu final no momento em que não houve mais a presença de tal talento. Como Matt Cameron (baterista no projeto) falou, os integrantes do Temple of The Dog eram os membros sobreviventes da tragédia.

Houve uma mistura de talentos e exposição de uma verdadeira amizade ao longo das faixas, logo é perceptível o quanto valor elas tem. As histórias contadas também são aventuras e, além de homenagearem Wood, soam como o início de uma nova fase e a continuidade de uma época muito criativa.

Logo de cara você irá se identificar com alguma, tenho certeza. O CD completo, então, é necessário e, como já falei que não vou deixar ninguém na mão, ele estará bem aqui abaixo. De qualquer maneira, essas foram as minhas: Say Hello To Heaven, Reach Down e Times of Trouble.

E aí, já conhecia algum? O que acha? Quer sugerir algo? Fale para mim nos comentários ou no twitter. Espero que gostem *-*

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s