Filme – se enlouquecer, não se apaixone

O título, em sua forma traduzida, não tem muito a ver quanto o original, porque sim, é uma história maluca, literalmente.

Oie, tudo bem? Redes sociais e suas mil funções diferentes. Podemos chamá-las de pontos virtuais para quando queremos algo específico e, como a maioria já sabe, lá podemos encontrar todas as mais variadas coisas. Mas ainda acho que cada uma apresenta um estilo próprio, e este é definido pelos seus users. Depois de um tempão, não consigo ter uma favorita. Porém, o mundo de fotos, textos, dicas, vídeos sem nexo está no topo das paradas: Tumblr. A partir de um quote que vi, acabei descobrindo o nome deste filme e diversas resenhas sobre ele. Assistir algo assim, que do nada despertou o interesse, tinha que ser motivado pela minha prima, Carol, mega fã de assistí-los zilhões de vezes. Valeu bem a pena, principalmente porque este filme tem algumas das principais coisas que eu gosto em uma história: comédia, romance e drama. E, sinceramente, conseguiu combinar tudo tão bem que me encantou 🙂

Algumas pessoas costumam julgar pela capa. Ok, todos fazem isso. Mas se abra para mudar sua opinião porque assistir á algo já pensando que não vai gostar é frustrante, ainda mais quando se há muito para ver e entender na história. Ou seja: se está achando que é só mais um daqueles filmes estranhos e banais, pelo menos assista para confirmar se sim ou não.

Muitos adolescentes tem problemas, geralmente sociais, que os tornam uma bomba relógio. Muitas vezes ele não explode perto de você, outras aquele que está mal não consegue extravasar o que sente. Então, de bomba relógio ele vira uma bola de neve cheia da dúvidas, estresse, insegurança etc. Craig era um desses adolescentes, e ele tomou uma atitude para evitar outras piores que provavelmente viriam: se internou.

Na verdade, ele acreditava que o tratamento seria algo mais simples do que o que ocorreu com ele. Ficando internado na ala hospitalar de adultos, pode conhecer outras pessoas, e algumas delas se tornam realmente especiais em sua vida. Com as atividades que fazia, relembrou alguns dos seus momentos marcantes e conseguiu fazer novas lembranças como essas que havia passado. Além disso, quem diria que ele tinha talentos artísticos?

O filme mostra com cenas cômicas (não mega hilariantes, há uma diferença) que todos são capazes e devem realizar o bem para si mesmos, assim como lembrar que não estão sozinhos, não são os únicos á passarem por esse tipo de situação. Se liberando aos poucos das amarras postas pela sociedade, descobrimos o que somos e saímos do casulo onde tudo o que há foi imposto por alguém.

Acho que é muito bom para te motivar, divertir, conversar bastante sobre ele com seus amigos e torcer para que os seus caminhos desejados em meio a trama sejam os feitos.

E aí, vai assistir? O que achou da história? Quer sugerir algo? Fale para mim nos comentários ou no twitter. Espero que gostem *-*

Beijos, micoelho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s